Notícias

Vaticano acolhe encontro mundial sobre o Mal de Huntington

O objetivo do encontro é dar maior visibilidade sobre a doença e incentivar pesquisas para tratamento e cura. No Brasil, aproximadamente vinte mil famílias são cadastradas com o Mal de Huntington.

15/05/2017 09:24:00


O Vaticano vai hospedar o maior encontro mundial dedicado ao Mal de Huntington e debater o tema do estigma e da vergonha que circundam a doença. E o Papa vai prestigiar o evento, em solidariedade com os doentes, familiares e médicos que se ocupam da doença.

O evento nasce da condição vivida por famílias provenientes da América do Sul, onde a enfermidade tem uma incidência de 500 a 1000 vezes maior em relação a outras regiões do mundo.

Participarão do encontro com Francisco, na Sala Paulo VI, no dia 18 de maio, cerca de sete mil pessoas de vários lugares do mundo: doentes, familiares, médicos, organizações humanitárias e interessados na questão. 

Huntington é uma doença hereditária causada por uma mutação genética que afeta de maneira progressiva as células nervosas do cérebro.  Há cerca de um milhão de pessoas afetadas em todo o mundo. Os sintomas incluem movimentos involuntários e alterações cognitivas e psiquiátricas. Muitos enfermos têm vergonha da opinião pública e escondem a doença com medo da discriminação.

O objetivo do encontro é dar maior visibilidade sobre a doença e incentivar pesquisas para tratamento e cura. No Brasil, aproximadamente vinte mil famílias são cadastradas com o Mal de Huntington.

 

Rádio Vaticano