Notícias

Diocese de Guarapuava realiza assembleia para fundação do Conselho de Leigos

O evento será realizado nos dias 01 e 02 de setembro, na paróquia Bom Jesus, em Guarapuava. O Edital de Convocação pode ser baixado no final desta matéria.

14/08/2018 11:51:00


Nos dias 01 e 02 de setembro, a paróquia Bom Jesus, em Guarapuava, sedia uma assembleia para a criação do Conselho de Leigos em nível diocesano.

Com o tema: “Até que tudo fique fermentado” (Mt 13,33) os trabalhos terão início às 08h do dia 01 e as atividades se encerram ao meio dia de 02 de setembro, com um almoço.

Para o integrante da Comissão de Articulação do Conselho de Leigos, Tales Falleiros Lemos, a criação do Conselho de Leigos na diocese de Guarapuava é uma verdadeira missão. “Eu considero a criação do Conselho Diocesano de Leigo uma missão, um legado. Creio também, que o apoio do clero facilita as coisas. Mas nem todos querem um laicato autônomo e emancipado, pois isso implica em corresponsabilidade e comunhão. Falta um maior engajamento dos leigos como sujeitos na Igreja e na sociedade. De certo modo existe uma acomodação ao clericalismo que espera que todas as definições pastorais partam do clero e da hierarquia. Ainda prevalece uma visão de que o papel do leigo é auxiliar nos trabalhos do clero, ao invés de ser um papel de cooperação, planejando e monitorando a execução das ações e avaliando os resultados”, grifou Tales.

Dom Antônio Wagner da Silva, bispo da diocese de Guarapuava, destaca que a existência da comissão já é um grande passo para a existência permanente de um Conselho Diocesano de Leigos, mas salienta que como uma planta, esta missão precisa ser regada e cuidada todos os dias. “O despertar desse interesse pela criação de uma comissão de leigos já significa muito em nível de diocese, mas é preciso mais. Em cada um, há que existir a vontade de caminhar no mesmo sentido e de buscar sempre o melhor caminho para que as coisas aconteçam em nosso meio. Vivemos o Ano Nacional do Laicato e neste tempo tão propenso à reflexão, não podemos e não devemos perder a oportunidade de fazermos o melhor em favor desta bela missão. A Igreja é formada, em sua grande maioria, por leigos. Sem o trabalho de cada um, nada seria possível. Este serviço é como uma planta, precisa ser regado todos os dias para que cresça e dê frutos”, sublinhou Dom Wagner.

Para compor a Assembleia, são convidados membros do Conselho Nacional de Leigos do Brasil (CNLB) do Regional Sul 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que representam a diocese de Guarapuava. Desses, três delegados são indicados pela coordenação diocesana das Pastorais e Movimentos e outros dois, por representantes de cada paróquia participante dos trabalhos. Como convidado, cada decanato (a diocese de Guarapuava tem quatro decanatos - Centro, Pitanga, Laranjeiras do Sul e Pinhão) que participar da assembleia, poderá enviar até três jovens que comporão os grupos de estudo.

Como organismo da Igreja, o CNLB existe há mais de 40 anos. No Regional Sul 2 da CNBB, os trabalhos existem há cerca de oito anos, conforme detalhou Tales. “O CNLB existe há 40 anos. No Paraná, os trabalhos vêm sendo realizados há oito anos. Em muitas dioceses ainda não existe o Conselho de Leigos, mas há as comissões para a articulação do trabalho do laicato. No entanto, em dioceses como as de Ponta Grossa e Foz do Iguaçu, o Conselho de Leigos existe há mais de 20 anos e apresenta um grande trabalho em diversos âmbitos da Igreja e da sociedade. O Documento 105 da CNBB; traz um pouco desta organização e evolução histórica”, considera Tales.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

O Conselho Nacional de Leigos emitiu um edital de convocação para o evento em Guarapuava. O documento pode se acessado no ANEXO.

Visualizar Anexo

Galeria de Fotos