Agenda

Pastoral dos Surdos da diocese de Guarapuava promove palestra

O evento será no dia 29 de setembro, no colégio Antônio Tupy Pinheiro. Mauricio Gut, da cidade de Campinas, em São Paulo, será o palestrante. Ele abordará o tema: “Estudos da tradução de textos litúrgicos na missa”.

06/09/2018 15:40:00


A Pastoral dos Surdos da diocese de Guarapuava, entidade que funciona junto à paróquia Santa Terezinha, no decanato Centro, promove um evento no próximo dia 29 de setembro.

O encontro formativo é em celebração ao Dia dos Surdos, que no Brasil é lembrado em 26 de setembro.

O encontro da Pastoral dos Surdos será no auditório do Colégio Estadual Antônio Tupy Pinheiro, Avenida Prefeito Moacir Júlio Silvestre, 2924, Bairro Batel, Guarapuava.

Mauricio Gut, da cidade de Campinas, que atua como tradutor/intérprete de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) na TV Câmara Campinas (SP) e também no Tiquira Centro de Desenvolvimento Humano, na mesma cidade, será o palestrante. Na ocasião, Mauricio abordará o tema: “Estudos da tradução dos textos litúrgicos da missa”.

Os trabalhos começam às 09h, com a abertura. Às 09h30, terá início a palestra, com intervalo ao meio-dia, para almoço e, às 13h, o profissional retorna com os trabalhos que terminam às 15h30, quando será servido um lanche aos presentes, seguido de partilha de informações. O encerramento será com uma missa na matriz Santa Terezinha, às 19h, que fica em frente ao colégio onde serão desenvolvidos os trabalhos durante todo o dia.  

Conforme a coordenadora dos intérpretes junto à Pastoral dos Surdos na diocese de Guarapuava, Cecilia Rafaelly de Oliveira Rutkoski, o evento não tem custo e é aberto à comunidade, com foco nos surdos, seus pais, intérpretes e catequistas. “O encontro é destinado a toda a comunidade, com destaque para os surdos, seus pais, amigos, catequistas e intérpretes”, detalhou Cecilia.

A entrada no evento é gratuita e todos são convidados a participar, segundo o coordenador da Pastoral dos Surdos na diocese, Felipe Antunes Stefanes.

SOBRE O DIA DO SURDO

O dia 26 de setembro foi instituído como o dia do surdo por ser a data de inauguração do INES (Instituto Nacional de Educação de Surdo) em 1857, no Rio de Janeiro, que foi a primeira escola para surdos do Brasil.

Até 1908, a data de fundação do Instituto era considerada 1º de Janeiro de 1857, mas o artigo 7º do decreto de nº 6892 de 19 de março de 1908, determinou a mudança para a data de fundação do INES em 26 de Setembro de 1857, isto porque, através do artigo 16º da Lei 939 de 26.09.1857, o Império Brasileiro concede a primeira dotação orçamentária para o Instituto passando então, a chamar Imperial Instituto de Educação de Surdos Mudos.

O INES é tido como referência nacional na educação de surdos, mantido pelo Ministério da Educação e Cultura.

Existem controvérsias quanto ao dia correto, pois a comunidade surda considera o dia 26 de setembro Dia Nacional do Surdo e o dia 28 de Setembro dia Internacional do Surdo.

Já no município de São Paulo, a Lei nº12.471 institui que todo último Domingo do mês de Setembro deve ser comemorado o Dia do Surdo. Sem que, no entanto exista uma referência bibliográfica acessível que justifique tal data, tomamos aqui como dia 26, o “Dia Nacional do Surdo” por ser uma data significativa historicamente e referenciar uma importante instituição para esta comunidade.

 

Com informações de http://www.ces.org.br