sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Notícias

Três novos diáconos serão ordenados na diocese de Guarapuava no dia 21 de dezembro

A celebração de ordenação de Everton Pavilaqui, Herick Rogger Pinchesk Vitchemechen e Marinaldo Cheliga será na Catedral Nossa Senhora de Belém, às 09h30 da manhã. Dom Antônio Wagner da Silva, presidirá a missa.

29/11/2019 15:35:00


Na foto, da esquerda para a direita: Herick Rogger Pinchesk Vitchemechen, Everton Pavilaqui e Marinaldo Cheliga.

No próximo dia 21 de dezembro, às 09h30 da manhã, a Catedral Nossa Senhora de Belém, em Guarapuava, será sede um dos momentos mais esperados e importantes para a Igreja. Na ocasião, os seminaristas Everton Pavilaqui, Herick Rogger Pinchesk Vitchemechen e Marinaldo Cheliga, serão ordenados diáconos. O lema que os três seminaristas escolheram para a ocasião, foi extraído do livro de Filipenses: “Tende em vós, os mesmos sentimentos de Cristo Jesus” (Fp 2,5)

Conforme o reitor do Seminário Nossa Senhora de Belém, em Guarapuava, padre Amarildo José Novakoski, o momento é de muita alegria para toda a comunidade, que a partir de dezembro, poderá contar com os serviços dos três jovens que são de famílias do decanato Pitanga. “Essa é, de fato, uma ótima notícia para nossa diocese, para toda a Igreja, enfim. A partir da ordenação diaconal, esses jovens estarão aptos a desenvolver várias atividades junto às comunidades. Eles terão uma importância imensa na Pastoral Vocacional. E a Igreja precisa de uma Pastoral Vocacional atualizada, que vá ao encontro das pessoas, dos jovens, principalmente, fazendo um trabalho junto às famílias, conhecendo a realidade de cada um. Os novos diáconos, são uma bênção. Gente nova chegando, gente nova ajudando nos diferentes trabalhos e dimensões de nossa diocese”, pontuou padre Amarildo.

Marinaldo, contou que ingressou no seminário em Guarapuava, em 2011 e agora, em 2019, termina o curso de Teologia. Ele disse que recebeu com surpresa a notícia da ordenação diaconal e ressaltou que se sente extremamente feliz por este momento muito importante e decisivo em sua vida. “É uma alegria muito grande, para nós três, chegarmos neste momento. Agora, é uma etapa diferente, como diácono. Acredito que este momento, seja uma alegria para toda a Igreja de Guarapuava. Chegamos até aqui, porque houve pessoas que nos orientassem nesse sentido, porque houve quem rezasse por nós, pois estamos inseridos neste projeto paranaense: ‘Cada comunidade, uma nova vocação’”, sublinhou Marinaldo.

Everton considerou que todo discernimento vocacional gira em torno do testemunho e que os exemplos de outros sacerdotes foram de fundamental importância para que tomasse consciência da dimensão de sua vocação. “Em se tratando de trabalho vocacional, tudo gira em torno do testemunho de muitos sacerdotes que foram e continuam sendo luzes em nossos caminhos. E depois, claro, vem a oração de todo o povo de Deus, das pessoas que confiam e esperam muito de cada um de nós. O testemunho e a oração são a base de tudo”, sublinhou Everton.

Com informações de Tonico de Oliveira - Central Cultura de Comunicação