Notícias

POEMA: Pluma da inocência

Milhares de anos se passaram e a mensagem continua viva./ Natal, tempo de rememorar, de reviver os passos de Jesus Cristo.

22/12/2017 09:10:00


Poucos viram aquela luz em forma de estrela-guia.

Poucos acreditaram na beleza e compaixão que vinha.

Era um tempo de obscuridade, de incertezas tantas.

E o amor se fez menino e, como Deus, chegou e sorriu.

 

Na crise humana, Deus se mostrou aos degradados.

Como homem, Cristo submeteu-se às agruras, dores e medos.

E a luz se fez em um tempo de angústia, pois a luz foi humilde.

Era o novo que descia dos céus para ser amparo a todos no mundo.

 

Natal, tempo de rememorar, de reviver os passos de Jesus Cristo.

Milhares de anos se passaram e a mensagem continua viva.

É preciso que o Menino nasça todos os dias e que sorria dentro de nós.

Em suas promessas de paz, a essência de um Deus humano e cálido.

 

Mesmo que haja tempestades, revoltas, Cristo nasce e sorri.

Ante o sangue derramado de inocentes, Cristo é o acalento.

É Natal todos os dias para quem tem fé e a inocência infantil.

Os maiores presentes chegam à forma de sorrisos, de leveza.

 

Sim, Jesus Cristo é a leveza, a pluma da inocência.

Como crianças, devemos contemplar esta luz com candura.

Em cada gesto para com o outro, Cristo sorri e aplaude feliz.

Pois do amor nascem todas as coisas. O amor é flor vibrante...

 

A luz que poucos viram daquela vez, se materializou.

Os que a seguiram, espalharam a boa nova à gente.

Os esquecidos, pobres e machucados acolheram aquele amor.

Nos corações desertos, a vida plena brotou e frutificou.

 

Pois é Natal. É o momento de ver a estrela-guia e sorrir.

Jesus anseia por nascer, por brincar, por ser humano.

E nós? Queremos este nascimento, esta alegria?

A beleza está presente e é tempo de acreditar, de seguir.

 

Há uma luz nova, uma estrela cintilante no céu.

Há milhares de anjos dançando e cantando em coro.

As vozes não vêm do além, mas de cada um de nós.

Chegou o Natal, mais uma vez! Sejamos felizes sempre!

 

Jossan Karsten