Notícias

Padre Valdecir Badzinski participa de curso de formação do Clero em Roma

O sacerdote que é pároco em Pinhão, também atua como coordenador do Clero no Regional Sul 2 da CNBB. Padre Valdecir falou do curso e da importância da formação para os padres.

21/02/2018 10:46:00


[Na foto, da direita para a esquerda: padre Valdercir Badzinski, Dom Jorge CArlos Patrón Wong, padre Carlos Eduardo Basto (diocese de Blumenau), padre Alcimário Pereira de Oliveira (Arquidiocese de Natal – RN)]

De 02 a 27 de fevereiro, o Pontifício Colégio Espanhol de São José, em Roma, Itália, acolhe mais uma edição do curso para Atualização de Sacerdotes da América Latina.

Ao todo, 49 sacerdotes de 19 países da América Latina e Central participam das quatro semanas de estudo, formação e troca de experiências em se tratando da Igreja e da vivência dos presbíteros.

Da diocese de Guarapuava, o padre Valdecir Badzinski, que é pároco em Pinhão e coordenador do Clero no Regional Sul 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), participa dos trabalhos. Em entrevista ao Centro Diocesano de Comunicação (CDC), padre Valdecir disse que a experiência do encontro está sendo muito rica e destacou que, embora as realidades sejam diferentes em cada região da América, há um grande entrosamento entre os participantes e a troca de ideias é fator primordial. “Estamos em um grande momento de estudo e de reflexão. O curso nos oferece muitos momentos ricos de conteúdo, espiritualidade e entrosamento entre os padres que trabalham com a formação inicial de sacerdotes e que acompanham a Pastoral Presbiteral nos diversos países da América Latina”, contou o sacerdote.

A Congregação para o Clero é uma das secretarias do Vaticano e tem por finalidade trabalhar e discutir as ações da Igreja e os serviços vocacionais em diversos âmbitos e dimensões. “O curso oferecido nestas quatro semanas é de grande importância para o Clero de um modo geral, pois perpassa quatro dimensões: Pastoral, Espiritual, Humana e Intelectual. Cada um destes temas é estudado de forma profunda, com trabalhos em grupos, pesquisas, oficinas e outras atividades de relação humana. Tudo isso nos transfere um grande compromisso que é repassar esses ensinamentos para os irmãos padres de nossa diocese e do Regional (Sul 2)”, explicou padre Valdecir.

O presbítero que também já coordenou o Clero em nível diocesano grifou que a diocese de Guarapuava está na direção certa em se tratando do cuidado para com seus presbíteros, mas não pode haver descuido. Conforme afirma, desfazer uma caminhada de longa data é muito fácil, daí, a importância de se vigiar e trabalhar em favor da causa. “Comparando com outras dioceses tanto do Brasil como de outros países da América Latina, vejo que nossa diocese está na direção certa em relação ao cuidado com seu clero. Há algumas dimensões que ainda precisam melhorar e que será revisado com esmero e cuidado para que tudo possa caminhar corretamente. Cito uma das dimensões que devemos melhorar: trata-se do cuidado mais individualizado aos presbíteros. O bispo diocesano, a Pastoral Presbiteral e a Associação dos Presbíteros são os primeiros a prover esta ação. Não podemos descuidar dos trabalhos já realizados. É preciso manter o que já foi conquistado com um olhar seguro para frente”, concluiu padre Valdecir.