Artigo

ARTIGO: Alma de mãe na experiência de um amor maior

Peçamos a Maria, que nessa missão, interceda junto a Jesus, para que aprendamos, cada vez mais, sobre a vida, sobre a partilha e, principalmente, sobre o amor incondicional.

16/05/2018 14:04:00


No mês de junho, temos a alegria de nos unir a Nossa Senhora.

Consagramos todos os nossos momentos a Maria, na certeza de que, através dela, chegamos a Jesus Cristo, Deus em forma de homem.

Maria é a mãe da igreja e sua trajetória nos remete diretamente a seu filho, que abraçou a humanidade, vivendo as dores mais lancinantes, para que todos nós, em todos os tempos, tivéssemos a salvação.

Nesta ocasião, nossas reflexões e orações, estão voltadas para a solenidade de Corpus Christi, que nos insere no Tempo Comum da Igreja, numa longa preparação para o Advento.

Jesus Cristo é vida em abundância. Seu sangue nos redime das falhas, mas ao mesmo tempo, é capaz de nos impulsionar à existência plena de amor, serenidade e discernimento.

Na quinta-feira Santa, foi instituída a Eucaristia. A partir de então, passamos a ver os milagres da Igreja em nossas vidas, pois este é um momento sagrado e de remissão para todos os cristãos.

Quando vamos à missa e prestamos atenção ao que se transmite, em especial no momento da consagração, fazemos parte da riqueza daquele instante e percebemos, através das mãos do sacerdote, que o Corpo de Cristo se materializa em nossas mentes e em nossos corações. Tornamo-nos mais fortes e preparados para os desafios. É um instante de reflexão, agradecimento e compromisso.

Cristo, na comunhão, é o alimento vivo e, depois de ingeri-lo, devemos estar abertos para que a graça aconteça em nossas vidas.

Na Eucaristia, temos a fonte de todos os sacramentos da Igreja. Sem a Eucaristia, não haveria cristandade, pois Cristo é a comunhão e a partilha das alegrias e das dores.  

Corpus Christi é a festa que celebramos publicamente, compreendendo que é a suprema das festas cristãs, celebrada pela Igreja Católica.

Peçamos a Maria, que nessa missão, interceda junto a Jesus, para que aprendamos, cada vez mais, sobre a vida, sobre a partilha e, principalmente, sobre o amor incondicional.

 

Arlete Bini