Notícias

GUARAPUAVA: “Iniciação à Vida Cristã” é tema de encontro de formação permanente do clero

O encontro foi realizado de 09 a 12 de julho, na Casa de Líderes Nossa Senhora de Guadalupe, em Guarapuava. O padre Sidney Fabril foi o assessor dos trabalhos.

12/07/2018 10:30:00


De 09 a 12 de julho, a Casa de Líderes Nossa Senhora de Guadalupe, em Guarapuava, sediou mais um Encontro de Formação Permanente do Clero.

Dezenas de padres da diocese de Guarapuava participaram dos trabalhos que foram assessorados pelo padre Sidney Fabril, pároco da paróquia Santo Cura d’Ars, da cidade de Paiçandu, comunidade essa que faz parte da arquidiocese de Maringá.

Nos quatro dias de reunião com o clero de Guarapuava, o tema que norteou o encontro foi: “Iniciação à Vida Cristã”.

Em entrevista ao Centro Diocesano de Comunicação (CDC), padre Sidney disse que ficou impressionado com o nível de interesse por parte dos padres da diocese de Guarapuava em relação ao assunto. “Eu notei, desde o início, o grande interesse por parte dos padres que queriam saber cada vez mais sobre a vivência das comunidades. Seguidamente eles me interromperam para questionar algum ponto. O nosso trabalho aqui, é focado em como renovar as paróquias para que ela possa se tornar cada vez mais missionária e conseguir acolher bem as pessoas. Todos precisam ter o grande objetivo que é se tornar missionários de Jesus Cristo”, destacou padre Sidney.

A formação, conforme o sacerdote é a grande responsável por despertar o interesse de cada um em relação às coisas da Igreja e da comunidade. “A grande proposta é a iniciação de adultos à vida cristã. Nessa metodologia, dentro do esquema da espiritualidade, a pessoa passa a ter uma formação cristã muito profunda e completa, de acordo com a tradição da Igreja”, ressaltou o padre.

A Igreja no Brasil vive o Ano do Laicato. Para padre Sidney, os leigos são verdadeiros discípulos de Jesus Cristo e, como tais, precisam ser respeitados e cuidados para que deem sequência e ao projeto iniciado pelo Salvador. “O leigo deve ser o discípulo missionário de Jesus Cristo. Os padres também, por excelência. A partir desse estilo de formação, fica evidente que sem os leigos, nada pode ser feito nas paróquias e comunidades. Por exemplo: sem os leigos, fica impossível renovar paróquias, comunidade e fazer com que a Igreja esteja sempre em estado permanente de missão. Os padres precisam agir como orientadores nas paróquias e comunidades e devem fazer isso de forma espontânea. Uma pessoa que busca uma informação, por simples que seja, precisa ser bem recebida e tratada com carinho e respeito. O leigo, como o Ano do Laicato destaca, precisa ser sal e luz do mundo. Mas para isso, ele precisa fazer a experiência de conhecimento e vivência de Jesus Cristo”, ressaltou o padre.

O pároco de Boa Ventura de São Roque, padre Agenor Batista de França, contou que o encontro foi de profundo aprendizado e que as orientações propostas por padre Sidney poderão ser aplicadas nas comunidades. “Os trabalhos foram ótimos. Podemos aplicar este aprendizado em nossas paróquias e comunidades”, grifou.

Este foi o primeiro encontro de formação do clero do ano de 2018. Um segundo será realizado de 05 a 08 de novembro deste ano.

Galeria de Fotos