Notícias

Igreja do Paraná promove formação sobre liturgia das celebrações dominicais da Palavra

O encontro foi realizado em Guarapuava e reuniu participantes de dioceses de todo o Estado.

18/07/2018 15:23:00


Uma prática comum da Igreja: a celebração dominical da Palavra. Esse foi o tema de um encontro de formação litúrgica realizado de 13 a 15 de julho, na Casa de Líderes Nossa Senhora de Guadalupe, em Guarapuava. Estiveram presentes 54 representantes de dioceses de todo o Paraná. 

“O povo tem o direito de se reunir aos domingos para celebrar o dia do senhor e 70% das comunidades não têm a presença do padre para presidir a eucaristia. Diante disso muitas comunidades se reúnem aos domingos para celebrar a palavra de Deus”, explica padre Sergio Augusto Rodrigues, coordenador da Pastoral Litúrgica do Regional Sul 2, da Conferência Nacional do Bispos do Brasil (CNBB).

Essa celebração, no entanto, não pode ser feita sem o preparo da comunidade. A Igreja tem orientações para nortear os cultos. “É preciso ter formação, não é um trabalho que pode ser feito de qualquer jeito ou de acordo com o que você acha que é o ideal”, explica padre Sérgio.

“Essa é uma celebração realizada no domingo, nos lugares onde não tem a missa. Este é um trabalho feito sob as orientações e tradição da Igreja. É uma celebração que relembra a experiência da memória Pascal, aos domingos. É o momento em que reunidas, as pessoas celebram o Cristo crucificado e ressuscitado. É um momento de unir a comunidade”, explica Irmã Penha Carpanedo, que assessorou o encontro regional, em Guarapuava.

Nesse sentido a formação litúrgica é essencial, para garantir que as comunidades se mantenham motivadas. Irmã Penha considera que a celebração da Palavra supre a necessidade espiritual das comunidades.

“De fato, a Eucaristia é a celebração do domingo e seria importante que todas as comunidades pudessem ter uma missa, mas quando não há, a Palavra supre”, explica.

Em muitas localidades, no entanto, percebe-se um esvaziamento de celebrações que não contam a presença de um padre. A preparação é essencial para atrair a comunidade, mesmo quando não há celebração da Eucaristia. Uma reunião atrativa e bem feita, do ponto de vista litúrgico, é essencial para atrair e manter a comunidade frequentando os encontros.

Outro aspecto, conforme a coordenação, é valorizar a celebração da Palavra tanto quanto a celebração eucarística. “A gente tem dificuldade de perceber que a Palavra é sinal, manifestação do Cristo”, sublinhou Irmã Penha.

AVALIAÇÃO

A religiosa considerou o encontro que reuniu representantes de dioceses de todo o Paraná produtivo, sobretudo pelo comprometimento e experiência dos participantes, que mostraram conhecimento e preparo sobre o assunto.

Durante o os trabalhos, se discutiu a viabilidade de realizar uma escola de formação litúrgica no Paraná, proposta que continua em discussão pelo grupo.