Notícias

GUARAPUAVA: Milhares de pessoas participam da celebração dos 200 anos da Catedral Nossa Senhora de Belém

Por 97 anos, a então paróquia Nossa Senhora de Belém figurava como a maior do Estado. Atualmente a diocese de Guarapuava é a maior do Paraná.

16/11/2018 11:38:00


Depois de muitos dias de preparação e alegria, no último dia 11 de novembro, a Catedral Nossa Senhora de Belém, em Guarapuava, celebrou seus 200 anos de existência enquanto paróquia.

Carreata, tríduo, bênção dos veículos, Caravana Missionária, show, almoço festivo, participação das crianças, além de muita oração, fizeram parte dos trabalhos comemorativos.

Por noventa e sete anos, a partir do momento em que foi instituída, a comunidade paranaense, a então paróquia de Guarapuava figurava como a maior do Estado. Ela foi elevada à condição de Catedral no dia 16 de dezembro de 1965, quando então, através da Bula “Christi Vices”, era criada a diocese de Guarapuava.

E os dois séculos de existência da Catedral, da diocese que é, atualmente, a maior do Paraná, começaram a ser comemorados com muita alegria e orações desde novembro de 2017, quando então, se iniciaram os festejos jubilares.

Com o tema “Meu espírito exulta de alegria” (Lc, 1,47), centenas de pessoas se envolveram no projeto religioso que festejou os dois séculos de existência da Catedral Nossa Senhora de Belém.

COMEMORAÇÕES

No dia 03 de novembro, sábado, às 14h, uma carreata passando por todas as paróquias do decanato centro, abriu as festividades. Na quinta-feira, dia 08 de novembro, às 19h15, houve encerramento da Novena Maria Passa na Frente e também, a primeira missa do tríduo, na Nova Catedral. Após a celebração, os presentes apreciaram as tradicionais barraquinhas de doces e salgados.

Dia 09 de novembro, sexta-feira, as festividades começaram às 09h, com bênção dos veículos. Os sacerdotes permaneceram na Rua Senador Pinheiro Machado, uma quadra antes da porta principal da Catedral Nossa Senhora de Belém, centro da cidade. Quem passou pelo local pôde ter seu veículo abençoado por um dos padres da diocese. A bênção dos veículos se encerrou às 17h.

Também no dia 09 de novembro, às 19h15, houve uma missa com a “Noite de Luz”, no segundo dia do tríduo. A celebração foi presidida pelo padre Marcos Miranda, da TV Evangelizar. Em 10 de novembro, sábado, às 19h15, foi celebrado o terceiro dia do tríduo em preparação para o jubileu dos duzentos anos da Catedral Nossa Senhora de Belém. Depois da missa, o cantor católico Diego Fernandes fez um show e emocionou os presentes.

No dia 11 de novembro, as comemorações começaram com a missa festiva dos duzentos anos, às 09h30, presidida pelo bispo diocesano, Dom Antônio Wagner da Silva, com a participação do bispo emérito, Dom Giovanni Zerbini, além do pároco da catedral, padre Jean Patrik Soares e outros sacerdotes da diocese. Ao meio-dia, foi servido um almoço festivo à base de churrasco e à tarde, os participantes puderam aproveitar as diversas atividades preparadas para os festejos dos dois séculos de fundação da Catedral Nossa Senhora de Belém enquanto paróquia, em Guarapuava.

Em entrevista à Central Cultura de Comunicação, Dom Wagner grifou a alegria que sentiu em poder fazer parte, segundo ele, mesmo com uma pequena contribuição, para que os festejos ocorressem.

 “Para mim pessoalmente, celebrar os duzentos anos da Catedral, representa um momento de muita alegria, de satisfação. Essas comemorações, também representam para todos nós, um compromisso, porque esses duzentos anos trouxeram e envolveram muitas pessoas, muitos bispos, padres, enfim, e hoje, estamos aqui, num momento de transição. Sim, a Igreja é transição e isso nos enche de entusiasmo e de alegria na construção das próximas etapas da nossa Catedral Nossa Senhora de Belém”, destacou Dom Wagner.

O pároco local, padre Jean Patrik Soares, também falou da satisfação e do compromisso que foram as preparações para o momento jubilar dos duzentos anos da Catedral Nossa Senhora de Belém.

“É algo, de fato, muito emocionante. Nunca esperei passar por isso, por um momento tão importante. Isso significa muito para mim, principalmente, porque sou guarapuavano e por estar atuando como pároco, neste momento histórico. A minha estada aqui, eu atribuo a esse grande trabalho das muitas pessoas que passaram por aqui, que incentivaram e rezaram muito pelas vocações. E isso tudo, precisa continuar. Os serviços de oração, de motivação, de incentivo aos nossos jovens, às nossas crianças, para responderem a Deus a esse chamado. Guarapuava é uma terra abençoada e os resultados aparecem sim, quando trabalhados e regados com muita oração”, considerou o pároco.

Padre Acácio Evêncio de Oliveira, que atuou como pároco da Catedral Nossa Senhora de Belém e vigário-geral da diocese de Guarapuava de 2007 a 2017, também falou sobre as comemorações dos duzentos anos.

“Este é um momento de gratidão a Deus por ter feito parte desta história muito especial para nossa Igreja. Aqui eu fiquei por onze anos, praticamente e conheci muito bem esta população que agora dá continuidade a este trabalho maravilhoso de evangelização e de história. Tudo isso começou a ser construído a partir do padre Francisco das Chagas Lima, primeiro pároco desta paróquia que hoje é nossa Catedral Nossa Senhora de Belém. Ele atuou aqui como pároco por dez anos e outros oito anos como capelão. Essa é uma história muito bonita que precisa ser revivida e celebrada”, sublinhou padre Acácio.

Galeria de Fotos