Notícias

Diocese de Guarapuava marca presença na 31ª Romaria Nacional do Movimento Serra

Como em anos anteriores, o encontro foi realizado no Santuário Nacional de Aparecida (SP), na 3ª semana do mês de novembro. Mais de 600 integrantes do Movimento participaram. De Guarapuava, 30 pessoas se fizeram presentes.

23/11/2018 11:43:00


De 16 a 18 de novembro, o Movimento Serra do Brasil, realizou, no Santuário Nacional de Aparecida, em São Paulo, sua 31ª Romaria. Na ocasião, também se deu a 29ª Convenção Nacional.

Mais de 600 pessoas de todo o país, representando os Regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), bem como suas arquidioceses, dioceses, paróquias e comunidades, participaram do encontro religioso que tem por objetivo, rezar e zelar pelas vocações. Da diocese de Guarapuava, 30 pessoas integrantes do Movimento, se juntaram aos demais participantes para festejar o momento. Na ocasião, Roberto Abicalaffe, que integra o Movimento Serra desde sua fundação em Guarapuava, há mais de trinta anos, foi eleito presidente nacional. Ele deve ficar no cargo por dois anos (2019 e 2020) e seus trabalhos frente ao Movimento, começam em janeiro próximo.

Conforme disse Roberto, a responsabilidade é muito grande, mas conta com o apoio e as orações de milhares de pessoas de todo o País para dar andamento à tarefa que lhe foi confiada. “O Movimento Serra tem por objetivo rezar e cuidar das vocações. Ser presidente é uma tarefa muito grande, mas com o apoio e as orações de todos, conseguiremos dar conta dos trabalhos. O Santuário Nacional em Aparecida, sempre deixa reservada a terceira semana do mês de novembro para que possamos realizar nossa romaria. Todos os anos, o número de participantes aumenta. Também notamos melhorias significativas na qualidade das palestras”, sublinhou.

Reunião, assembleias, troca de experiências, celebrações, pronunciamentos e muita animação, fizeram parte dos três dias de trabalhos.

SOBRE O PRESIDENTE NACIONAL

Roberto Abicalaffe é natural de Curitiba, mas mora em Guarapuava há 50 anos. Ele é profissional liberal e atua na área da Engenharia de Agrimensura. “Eu trabalho com perícias judiciais e georreferenciamento de áreas rurais para o Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). Sou membro do Movimento Serra há mais de trinta anos”, relembrou o presidente.

Roberto também contou que desde a infância, sempre esteve envolvido com os trabalhos na Igreja e ressalta que este envolvimento lhe faz muito bem. “Na minha infância, em Curitiba, fui coroinha, cruzado eucarístico, congregado mariano, cursilhista e membro do Movimento Familiar Cristão (M.F.C.), hoje Pastoral Familiar. Atualmente, sou presidente da Comunidade Serra de Guarapuava e entregarei o cargo para Jussiane Sansana Pedroso, que assumirá a presidência no próximo período”, contou.

O QUE É O MOVIMENTO SERRA?

É um movimento da Igreja Católica formado por fiéis leigos, homens e mulheres, que amam e se dedicam ao trabalho vocacional. Seus membros se reúnem para rezar e trabalhar pelas vocações, pelos vocacionados e consagrados: sacerdotes, religiosos e missionários. São, portanto, pessoas que amam as vocações e os vocacionados de especial consagração. Amam a Igreja e àqueles que a ela dedicam sua vida. Dão um pouco do muito que recebem de Deus. Trabalhar pelas vocações é a mais bela das pastorais. “Sem padre, não há Igreja; sem Igreja não há Eucaristia; sem Eucaristia não há santidade”.

COMO SURGIU O SERRA?

 

Na década de 1930, Nos Estados Unidos, um grupo de leigos católicos se reuniu para ajudar a Igreja e os sacerdotes. A ideia foi bem aceita e, hoje, o Movimento Serra existe em todos os continentes. O Movimento Serra é o único movimento da Igreja Católica, oficialmente reconhecido pela Santa Sé, formado exclusivamente por fiéis leigos que se dedicam à Pastoral Vocacional.

POR QUE A DENOMINAÇÃO SERRA?

Os fundadores do Movimento Serra sentiram a necessidade de escolher um Patrono. A escolha recaiu sobre o frade franciscano espanhol Frei Junípero Serra. Ele é o símbolo do Movimento Serra.

Junípero Serra foi beatificado pelo Papa São João Paulo II, no dia 25 de setembro de 1988. Ele foi, por mais de trinta anos, missionário no México e na então, Nova Espanha, hoje, Califórnia. É um dos “Heróis Nacionais Americano”.

QUAIS SÃO OS OBJETIVOS DO SERRA?

1º - Favorecer e promover as Vocações ao sacerdócio ministerial na Igreja Católica, como uma vocação especial ao Serviço e apoiar os sacerdotes em seu sagrado ministério.

2º - Valorizar e animar as vocações à vida religiosa consagrada, na Igreja Católica.

3º - Ajudar os membros a reconhecer e a responder com sua própria vida ao chamado de Deus à santidade. Em Jesus Cristo, inspirados pelo Espírito Santo.

MOVIMENTO SERRA NO BRASIL

O Movimento Serra chegou ao Brasil na segunda metade do século XX. Foi trazido pelo então arcebispo do Rio de Janeiro Dom Jaime Câmara, que encontrou na pessoa de seu fundador, Luiz Alexandre Compagnoni, seu primeiro líder e grande incentivador. Ele, pessoalmente, fundou o Serra nas principais capitais e em inúmeras cidades brasileiras.

O Movimento possui um Conselho Nacional, com escritório em Curitiba (PR). É sempre acompanhado por um assistente Eclesiástico. Atualmente o Movimento Serra encontra em franca expansão, com mais de duzentas Comunidades.

QUAIS AS ATIVIDADES DO SERRA

Os membros do Movimento Serra se dedicam ao trabalho vocacional sob todos os aspectos, tanto em âmbito diocesano, quanto paroquial ou local.

 

Galeria de Fotos