sábado, 24 de agosto de 2019

Notícias

Simpósio Ecumênico, coordenado pela CNBB, propõe diálogo Católico-Pentecostal

Durante o Simpósio, foram ressaltados os trabalhos e atividades que se realizam no País. Há a possibilidade de uma nova Campanha da Fraternidade Ecumênica em 2021.

04/02/2019 11:51:00


Tratando da temática “o Espírito e a Igreja: perspectivas do diálogo Católico-Pentecostal”, ocorreu em Jundiaí (SP), no Centro de Convivência Mãe do Bom Conselho, de 01 a 03 de fevereiro, o Simpósio Ecumênico, evento anual promovido pela Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Inspirados por Efésios 4,3 “Guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz”, o encontro possibilitou a reunião entre agentes do ecumenismo: bispos, padres, religiosos e religiosas, cristãos leigos e leigas e outros interessados na temática.

Na abertura do evento Dom Francisco Biasin ressaltou a necessidade de “aprender o estilo ecumênico de viver que é o acolhimento à preciosidade da outra pessoa e da construção de um caminho apesar das nossas diferenças. Grandes diferenças, grandes riquezas e o desejo enorme de colocar tudo em comum e viver em unidade. Uma palavra que o Papa Francisco repete frequentemente: ‘juntos’. Ele não se cansa de dizer caminhar juntos, trabalhar juntos, orar juntos. Esta palavra – juntos – tem, sobretudo, na oração de Jesus e no Evangelho de São João a sua raiz que convida a essa experiência de viver como irmãos que andam juntos”.

O encontro iniciou com provocação sobre o “Espírito e a Igreja diálogo Católico-Pentecostal” ministrada pelo do padre Marcial Maçaneiro professor da PUC PR e membro da Comissão Internacional para o Diálogo Católico-Pentecostal. Ele destacou que “para além de nossas divisões, temos todos, a mesma fonte: a fé em Jesus Cristo, na unção do Espírito Santo. Ele é o Espírito da verdade, que nos inspira viver reconciliados, em amor. Como anunciar aos outros o Evangelho do amor e da paz, se ainda não vivemos assim entre nós, cristãos?”.

Na sequência da programação, o pastor José Carlos Marion, membro da direção do (Encontro de Cristãos na Busca de Unidade e Santidade (EnCristus) relatou sobre os “Caminhos e testemunhos do Diálogo Católico-Pentecostal”. Ele ressaltou que na caminhada do EnCristus “tanto Católicos e Evangélicos aprendem crescendo na diversidade de dons e revelações. Trocamos a Água de nossas fontes, sendo a diversidade de cada um de nós a nossa riqueza”. Ao fim do dia, a Família Abrahâmica, grupo de São Paulo, que reúne casais Católicos, Judeus e Mulçumanos, partilhou as ações que realizam tendo como objetivo testemunhar a possibilidade de convívio, amizade e reflexão fraterna através da fé e da diversidade.

No domingo, dia 03 de fevereiro, Dom Francisco Biasin pontuou destaques relevantes em relação ao “Ecumenismo no Pontificado do Papa Francisco” testemunho que se baseia no exemplo e gestos de reconhecimento do outro que marca uma nova época, uma “primavera” para o acolhimento e anúncio da paz.

Como assessor da Comissão para o Ecumenismo, padre Marcus Guimarães reconhece que esses encontros, além das dimensões espiritual e formativa, também “revelam o despertar lento, mas constante, de novas lideranças para a causa ecumênica e inter-religiosa nos regionais da CNBB. E isto muito nos alegra! Nossa experiência, como cristãos tem nos mostrado, sempre mais, que o ecumenismo passa pelo coração. A importância da temática estudada neste ano no Simpósio, nos ajuda a entender a complexidade do Pentecostalismo, um dos maiores e mais novos desafios da Caminhada ecumênica”.

GREDIRE

A reunião do GREDIRE realizada no dia 1º de fevereiro contou com a partilha de Regionais dos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo. Na pauta, ainda foram ressaltados os trabalhos e atividades que se realizam no País, como a possibilidade e planejamento de encontros Ecumênicos Estaduais e Regionais, que poderão resultar em uma nova Campanha da Fraternidade Ecumênica em 2021, reforço nos trabalhos das Comissões Bilaterais e propostas para a nova composição da Comissão a ser eleita na 57ª Assembleia Geral da CNBB que ocorrerá de 01 e 10 de maio de 2019.

O Grupo de Reflexão de Ecumenismo e Diálogo Religioso (Gredire) é composto por representantes leigos e sacerdotes de distintos Regionais da CNBB e integra a Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso presidida por Dom Francisco Biasin e composta por Dom Zanoni Demettino Castro, Dom Manoel João Francisco e pelo assessor padre Marcus Barbosa Guimarães.

CNBB