sexta-feira, 24 de maio de 2019

Notícias

GUARAPUAVA: Grupo de catequese celebra Via-Sacra junto aos idosos do Serviço de Obras Sociais (S.O.S.) Airton Haenich

As crianças que estudam o segundo volume da Catequese, celebraram a Via-Sacra junto aos idosos. O grupo pertence à comunidade Verbo Divino. A catequista Mariana Zanona coordenou os trabalhos.

16/04/2019 16:11:00


 

 

Catequizandos que estudam o segundo volume na comunidade Verbo Divino, que pertence à paróquia Santa Terezinha, em Guarapuava, realizaram uma atividade diferente no último dia 14 de abril, Domingo de Ramos.

Coordenados pela catequista Mariana Zanona, mais de dez crianças celebraram a Via-Sacra junto aos idosos internos do Serviço de Obras Sociais (S.O.S.) Airton Haenich.

A visita foi realizada na parte da tarde e as crianças, além das atividades espirituais, também puderam conviver com os idosos e entender um pouco mais sobre a vida, o respeito e a solidariedade.

Conforme a catequista, foram momentos de alegria, aprendizado e partilha e cada um dos catequizandos pôde lavar para casa uma experiência rica em respeito, partilha e amor.

SOBRE O S.O.S.

O Serviço de Obras Sociais (S.O.S.) Airton Haenich, em Guarapuava, foi fundado em 11 de outubro de 1966. Desde então, a instituição oferece amparo a muitos idosos acima de 60 anos (exceto em casos especiais), desamparados, em todas as condições e situações.

Com capacidade para abrigar quarenta pessoas, o S.O.S. está sempre lotado e a procura por vagas é muito grande, não só por moradores de Guarapuava, mas também por pessoas de municípios vizinhos.

A instituição que é gerida pelas irmãs da Congregação da Sagrada Família, conta com os serviços de 13 funcionários efetivos além das religiosas e de muitos colaboradores voluntários. A Instituição que foi fundada no mesmo ano em que a diocese de Guarapuava foi implantada é uma referência em se tratando de cuidados com os idosos em toda a região.

Leônidas Ribas é o diretor geral do S.O.S. e atua na Instituição há quase trinta anos. Ele detalha que todos os dias é uma batalha muito grande para manter a casa em funcionamento, pois os serviços lá prestados dependem da boa vontade e do carinho da população que colabora. No entanto, ele destaca que é sempre motivo de alegria poder fazer parte da vida de pessoas que encontram no S.O.S. um refúgio, um abrigo, seu verdadeiro lar como numa grande família para poder viver em paz.

Para manter os compromissos em dia, vários eventos beneficentes são realizados nas dependências da instituição durante o ano.

Com uma despesa de mais de R$ 30 mil por mês, incluindo os salários dos funcionários, o diretor destaca que as doações são de fundamental importância para que a Instituição se mantenha em funcionamento. Ele também conta que o S.O.S. recebe uma verba mensal do município para que os compromissos sejam honrados. A prefeitura também mantém profissionais de fisioterapia e de nutrição dentro da Instituição como forma de colaboração.

Muitas pessoas, todos os anos, se prontificam a trabalhar como voluntária no S.O.S. e se dizem realizadas por poderem exercer tal função. Outras, no entanto, preferem se associar à Instituição e contribuir com uma quantia em dinheiro todos os meses como forma de manter a obra de caridade sempre em funcionamento.

Dentre os voluntários que lá trabalham, alguns promovem bazares com produtos doados pela comunidade, outras pessoas, colaboram passando roupas ou ajudando na limpeza da casa. Há ainda, quem cuide das organizações de festividades em épocas específicas, como Natal, Ano Novo, Páscoa, Festas Juninas, dentre outros períodos festivos que ocorrem durante o ano.

Todos os eventos do S.O.S. são realizados nas dependências da Instituição. Em um salão com espaço para quase 300 pessoas, as festas são momentos de alegria e descontração por parte dos moradores que contam com animação de diversos grupos da cidade. Eles também recebem presentes especiais nestes dias.

Durante a semana, as terças e quintas-feiras, além de sábado e domingo, o S.O.S. abre suas portas para visitantes. Muitos vão até lá para conversar com os idosos e passar momentos de trocas de experiências. Durante as visitas, a maioria das pessoas levam donativos que são entregues na secretaria e distribuídos depois para os moradores.

ROTINA

A direção do S.O.S. classifica a rotina dentro da Instituição como muito trabalhosa e que precisa de atenção e muitos cuidados específicos. Os serviços começam às 07 horas da manhã, quando todos os moradores tomam banho. Muitos deles precisam ser banhados pelos voluntários devido às dificuldades de mobilidade. Depois, o café da manhã é servido e, em seguida, começam as sessões de fisioterapia, atividades esportivas e passeios dentro do pátio da Instituição. Às quintas-feiras, há missas às 18 horas na Capela do S.O.S., sempre com a participação da maioria dos idosos.

SERVIÇO

Quem quiser conhecer um pouco mais sobre o Serviço de Obras Sociais (S.O.S.) Airton Haenich ou fazer uma doação à instituição, este fica à Rua Generoso de Paula Bastos, número 2245, Bairro Santa Cruz, em Guarapuava. O telefone para contato é: 42 3623 1872.

Para fazer doações em dinheiro, o voluntário pode depositar qualquer quantia na Caixa Econômica Federal: Agência: 0389. Operação: 003. Conta Corrente: 3245-0.

Galeria de Fotos