sexta-feira, 5 de março de 2021

Artigo

QUEM É QUEM NA BÍBLIA: São Dimas, o Bom Ladrão

Como seu nome não aparece na Bíblia, um escrito apócrifo do século IV, conhecido como “Evangelho de São Nicodemos”, se encarregou de apresentar um nome para o Bom ladrão.

22/02/2021 15:08:00


O Evangelho de Lucas menciona dois ladrões crucificados, um à direita de Jesus e outro à esquerda. Enquanto um deles insultava Jesus, outro, porém, repreende a conduta do colega de suplício: “Tu nem sequer tens o temor de Deus, tu que sofres a mesma pena! Para nós, é justo: nós recebemos o que nossos atos mereceram; mas ele não fez nada de mal.” (Lc 23,40-41).

Esse ladrão granjeou a fama de santidade, pois no último momento da sua vida, pendurado na cruz, recebeu o perdão dos seus pecados e a promessa de Jesus de vida eterna: “E dizia, Jesus, lembra-te de mim, quando vieres como rei. Jesus lhe respondeu: Em verdade eu digo, hoje estarás comigo no Paraíso.” (Lc 23,42-43).

E deste modo o referido malfeitor entrou na Bíblia como um exemplo de conversão nos últimos instantes da sua vida, alcançado pela misericórdia de Jesus. Na tradição da Igreja passou a ser chamado de Bom Ladrão, recebendo pela mesma tradição tardia o nome de São Dimas.

Como seu nome não aparece na Bíblia, um escrito apócrifo do século IV, conhecido como “Evangelho de São Nicodemos”, se encarregou de apresentar um nome para o Bom ladrão. Dimas é um nome de origem grega, que significa, literalmente, “pôr do sol”. O nome não é biográfico, mas uma referência àquilo que aconteceu na tarde daquela primeira Sexta-Feira Santa, quando ele recebeu a salvação de Jesus. Na tradição da Igreja Ortodoxa Russa o Bom Ladrão é conhecido pelo nome Rakh, e entre os árabes pelo nome de “Tito”.

Pe. Gilson José Dembinski

Psicopedagogo, parapsicólogo e pós-graduado em Bíblia e Ensino Religioso Escolar