domingo, 13 de junho de 2021

Reflexões Litúrgicas

10º Domingo do Tempo Comum - Dom Amilton Manoel da Silva, CP

A FAMÍLIA DE JESUS

06/06/2021 08:00:00


A FAMÍLIA DE JESUS

No Mundo em que vivemos, existem muitos males. Nasce então a pergunta: “Qual é a sua origem?”. Na busca de um responsável, somos levados a acusar alguém como culpado (Adão acusou Eva, Eva acusou a serpente...).

A Bíblia tem uma resposta clara: a origem e a causa dessa situação é o pecado. A 1ª Leitura (Gn 3,9-15) fala da primeira família (Adão e Eva).  Deus fez todas as coisas perfeitas. Com a desobediência, o “querer ser como Deus”, entrou no mundo o pecado, a origem do mal. A “serpente” seduziu e continua seduzindo o ser humano...  Mas a descendência da mulher conquistará a vitória final, esmagará a cabeça da “serpente”.

Na 2ª Leitura (2Cor 4,13-5,1), Paulo manifesta seu interesse pela Comunidade de Corinto e expõe os motivos pelos quais sofre com paciência: a esperança da ressurreição gloriosa e a fé no prêmio que espera. O Evangelho (Mc 3,20-35), fala da família de Jesus. Os doutores da lei querendo desprestigiá-lo diante do Povo, o acusam de endemoniado. Jesus contesta com duas imagens: o reino dividido e uma família dividida: não se mantém de pé. Os familiares de Jesus chegam e, de fora, mandam chamá-lo. Jesus pergunta: “Quem é minha mãe? Quem são meus irmãos?”. Irmãos de Jesus, em comparação com outros textos, são seus primos, pois na língua hebraica não existia parentesco (tio, sobrinho, primo...), todos são irmãos. Com essa pergunta, Jesus afirma que a sua verdadeira família, a partir de agora, é formada pelos que o seguem e fazem a vontade de Deus. Maria era “Mãe” duplamente: porque gerou a Jesus e fazia a vontade de Deus. O batismo nos inseriu na família de Jesus. Busquemos ser fiéis.