domingo, 13 de junho de 2021

Artigo

MOMENTO COM MARIA: Com Minha Mãe Estarei!

Iluminados pelo amor de Maria, peçamos a Deus paz e discernimento para superarmos este momento de dificuldade pelo qual toda a humanidade passa.

03/05/2021 10:34:00


Maio chegou e com ele, milhões de motivos de esperança, amor e candura alicerçado nos ensinamentos de Maria.

Quero iniciar esta reflexão com uma citação de São Bernardo de Claraval que escreveu: “De Maria nunca se diz demais”. A partir desta frase tão simples, compreendemos que mesmo que busquemos entendimentos e estudos, sempre seremos incapazes de cantar todas as maravilhas realizadas por Deus, que é o amor incondicional refletido no rosto e no espírito de Maria.

Nesta mística mariana, percebemos que, quanto mais se fala sobre Nossa Senhora, mais se descobre sobre aquela que disse seu sim diante do Senhor e lutou ao lado de Cristo até o fim, na morte agonizante na cruz, cumprindo seu papel de mãe, de mulher corajosa e de intercessora.

«O senhor fez em mim maravilhas, santo é o seu nome » (Lc 1, 49)

Maio é o mês de Maria, mês das mães. Um tempo onde os santuários, as igrejas e as capelas costumavam ficar lotados para reverenciar Nossa Senhora. No entanto hoje, a situação é outra.

Nestes tempos de pandemia, temos o dever cristão de nos manter afastados uns dos outros fisicamente, o que não tira de nós o compromisso de invocar Maria, nossa mãe, para que interceda por cada um neste momento de dificuldades.

Os vários títulos dados a Maria, nas diferentes regiões do mundo, reforçam sua resiliência perante as nações e sua capacidade de amar sem medidas, sem levar em conta a situação de cada pessoa, de cada povo. Nossa Senhora é a história viva de um Cristo que deve nascer todos os dias em nossas mentes e corações e se espalhar em forma de amor, paz e redenção.

Um dos costumes dos povos, sobretudo, do povo brasileiro, é visitar os santuários dedicados a Nossa Senhora em vários períodos do ano, principalmente em maio.

Hoje, em nossa diocese, contamos com o recém-criado Santuário Nossa Senhora de Belém, que ocupa o espaço da antiga Catedral.

Sentir a presença de Maria nesses lugares a ela dedicados é verdadeira bênção. Desta forma, cada um e cada uma da diocese de Guarapuava e de tantas outras regiões do País e do mundo, pode se sentir um privilegiado por contar com um lugar de referência maciça da fé e da devoção mariana incondicional.

Maria é a verdadeira Mãe da Igreja. De seu coração generoso e maternal, ela advoga por cada um de nós e nos protege. Eu digo que Maria é nossa defensora em todas as situações da vida.

Este mês de maio é atípico, mas não incomum. Devemos pensar neste momento como uma grande oportunidade de reflexão e de entendimento sobre nosso real papel enquanto cristãos.

No exemplo vivo de Nossa Senhora, podemos arrancar de nós mesmos a força necessária para não sucumbir ante os problemas que nos assolam, principalmente neste momento onde milhares de vidas são levadas todos os dias em nosso País pela COVID-19.

Busquemos em Maria a inspiração para a vida e que cada amanhecer seja de renovação, de poesia pura em uma existência que pode ser melhor a cada momento.

Mãe dos caminhantes, ensine-nos a andar sem desprender os pés do chão, com olhos fitos na realidade e com nosso espírito voltado ao céus.

Neste mês inteiro dedicado a Nossa Senhora, que possamos deixar nossas fragilidades nas mãos daquela que dedicou sua vida ao amor sem medidas.

Iluminados pelo amor de Maria, peçamos a Deus paz e discernimento para superarmos este momento de dificuldade pelo qual toda a humanidade passa.

Arlete Bini